Economia

Limite de crédito para órgãos em 2021 é de R$ 20,5 bilhões, diz CMN

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou o limite global para contratação de operações de crédito internas por instituições financeiras por órgãos e entidades do setor público em 2021, com um valor total de R$ 20,5 bilhões. O limite para operações de crédito com garantias da União por órgãos e entidades de Estados e Municípios é de R$ 9 bilhões em 2021. Já o limite para o crédito sem garantia da União para os entes subnacionais é de R$ 11 bilhões.



O CMN aprovou ainda um limite de R$ 500 milhões para operações de crédito por órgãos e entidades da União, sem garantia do Tesouro Nacional.

De acordo com o Ministério da Economia, o limite aprovado está alinhado às projeções de resultado fiscal dos entes subnacionais e à meta de resultado fiscal das empresas estatais federais, conforme disposto na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021.

“O limite de R$ 20,5 bilhões estabelecido para 2021 é similar ao autorizado em 2020, que totalizou R$ 20,4 bilhões ao final daquele exercício, e inferior aos limites autorizados em 2018, de R$ 24,0 bilhões, e em 2019, de R$ 24,5 bilhões”, completou a pasta.




Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?