Edição nº 1134 19.08 Ver ediçõs anteriores

Lilly sai do Brasil, mas o Brasil não sai dela

Lilly sai do Brasil, mas o Brasil não sai dela

Em dezembro, o laboratório farmacêutico Eli Lilly, com sede na cidade americana de Indianápolis, anunciou o fechamento de sua única fábrica no Brasil. Instalada em São Paulo, a unidade terá a produção transferida para Porto Rico em até três anos. No entanto, a medida, ao que tudo indica, não é um sintoma de que o futuro da operação local está em risco. “O País segue como um foco muito grande da companhia”, diz Karla Alcazar, CEO da Eli Lilly no Brasil. “Estamos na trilha para nos tornamos, já neste ano, a principal operação em faturamento da empresa na América Latina, superando o México.” A receita da executiva para consolidar essa posição é reforçar os lançamentos locais. As prioridades estão nas áreas de imunologia, neurodegeneração, diabetes e oncologia. Nessa última frente, que conta com o reforço da aquisição recente da Loxo Oncology, por cerca de
US$ 8 bilhões, o Brasil já está entre os cinco principais mercados globais da farmacêutica. Karla cita doenças com alta prevalência no País, como câncer gástrico e câncer de mama, cujo tratamento hoje está restrito a processos como quimioterapia. “Temos muita oportunidades para oferecer um tratamento mais humanizado”, explica Karla. “Nosso investimento por aqui será contínuo.”

(Nota publicada na Edição 1132 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Que tiro foi esse?

Se existe um presidente de empresa feliz da vida no Brasil, esse é Salesio Nuhs, CEO da fabricante de armas Taurus. As vendas cresceram [...]

Do turismo ao imóvel

O empresário Valter Patriani, cofundador da agência de viagens CVC, ao lado de Guilherme Paulus, vendeu recentemente sua participação [...]

A moda do cacau saudável

No início de 2017, surgiu no mercado a Dengo Chocolates, marca do empresário Guilherme Leal, cofundador da Natura, com a proposta de [...]

Tudo que reluz

O mercado de gemas e metais preciosos defende uma simplificação dos tributos que incidem sobre as joias, com a Reforma Tributária. Por [...]

Na carona dos investimentos

A Valemobi, empresa de tecnologia para o mercado financeiro, vai apostar no TradeMap, uma plataforma digital que se propõe a conectar [...]
Ver mais