Edição nº 1117 18.04 Ver ediçõs anteriores

A importância crescente do enoturismo

A francesa Alice Tourbier, do Les Sources de Caudalie, é o principal destaque do Invino Wine Travel Summit, que acontece nesta segunda-feira (8) em São Paulo

A importância crescente do enoturismo

Localizado entre os vinhedos do Château Smith Haut Lafitte, em Bordeaux, o Les Sources de Caudalie é um marco do enoturismo mundial. No local, o turista pode não apenas se hospedarem um hotel ao lado do vinhedo e fazer diversas atividades ligadas à elaboração da bebida,como também pode desfrutar da gastronomia local – o restaurante tem duas estrelas Michelin -, e fazer tratamentos de beleza com produtos a base de uva e de seus componentes.

Lá, o turista vive a famosa “experiência” do vinho e vai embora com um gostinho de quero mais. Esta tem sido a máxima do enoturismo e explica porque esta é uma atividade crescente em todas as regiões produtoras da bebida. E justificam a realização do Invino Wine Travel Summit, seminário nesta segunda-feira a tarde em São Paulo.

A francesa Alice Tourbier, dona do Les Sources de Caudalie, é a principal estrela do Invino Wine Travel Summit, seminário que acontece em abril em São Paulo para discutir o enoturismo. Ainda na França, antes de embarcar para o Brasil, ela respondeu as questões abaixo, sobre o seu projeto que nasceu em 1999. Além da apresentação de Alice Tourbier, o evento conta com diversas atividades e degustações, focadas, principalmente, nos agentes de viagem. Entre elas, haverá uma apresentação da vinícola Guaspari, referência em vinhos no interior de São Paulo, e um debate sobre os novos caminhos para promover o enoturismo. Aqui, eu serei uma das debatedoras.

Em 1999, quando o Les Sources de Caudalie foi fundado, não havia tanta demanda para o enoturismo no mundo. Em sua opinião, o que explica este crescimento?

É uma questão interessante. Posso falar sobre a região que eu conheço bem. Até 30 anos atrás, os produtores de Bordeaux não precisavam viajar para vender os seus vinhos e nem precisavam receber visitantes em sua vinícola. Mas a competição tornou-se mais forte e muitos novos produtores começaram a comercializar bons vinhos. As vinícolas começaram a abrir as suas portas e organizarem tour e degustações. Elas entenderam que os visitantes poderiam se tornar os seus melhores embaixadores. Este movimento em direção aoenoturismo foi bem-sucedido porque o vinho é uma bebida cultural e de convívio. A França tem esta reputação de ótima gastronomia e vinhos incríveis. O paradoxo francês, a pesquisa que mostrou que os franceses bebem em média uma ou duas taças de vinho por dia e têm menos doenças cardíacas, foi um apelo imediato para as pessoas aprenderem mais sobre o estilo de vida francês.

O que mudou nos programas de enoturismo desde a fundação da Les Sources de Caudalie?

O turismo do vinho mudou das simples visitas às vinícolas para as experiências. Nossos convidados querem participar das colheitas e de todos os outros eventos especiais do calendário do enólogo. No Les Sources de Caudalie, nós oferecemos a oportunidade de viver o estilo de vida de um château.

O que não pode falar em um destino turístico de vinho?

As degustações.

O que te levou a utilizas as uvas e seus compostos para os tratamentos de beleza? A minha irmã começou com a linha de beleza Caudalie em 1994. Naquela época, a referência era os cosméticos com vitamina E. Ela provou cientificamente que os polifenóis eram 10 mil vezes mais poderosos.

Atualmente, em quantos spas a marca Caudalie está presente e como está a expansão dos spas?

A Caudalie está presente nas principais cidades do mundo com um ou dois spas. É uma ótima maneira de obter uma primeira experiência com as marcas de cosméticos. Nosso hotel e spa são diferentes. Nós abrimos o Les Sources de Caudalie em Bordeaux e o Etangs de Corot em Ville-d'Avray, perto de Paris. Em junho de 2020, abriremos o Les Sources de Caudalie no Vale do Loire.

Quais são os benefícios que os vinhos e as uvas trazem para os tratamentos de beleza?

Eles ajudam a reduzir as rugas e dão um impulso à pele.


Mais posts

Brasil e Chile fazem acordo de equivalência para produtos orgânicos

Os dois países vão reconhecer a certificação válida no país de origem

Por que a Salton é a marca número 1 de vinho do Brasil?

Pesquisa da inglesa Wine Intelligence aponta que a vinícola é a marca de vinhos mais forte no País

Mulheres e vinho: a presença crescente das sommelières no Brasil

Annas, Gabrielas, Jô, Marias, Julianas são exemplos de mulheres que estão escrevendo a história do serviço do vinho em nosso país

Viviana Navarrete e os desafios das mulheres nas vinícolas chilenas

Principal enóloga da Viña Leyda, ela conta como venceu os desafios para chegar à liderança após muito trabalho, dedicação e perseverança,

Beatriz Almeida, uma mulher nos vinhos do Dão

Natural do Porto, a enóloga está à frente dos vinhos da Sogrape nesta região de Portugal
Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.