Giro

Leilão da Receita vende cargas apreendidas no Porto de Santos

Crédito: Divulgação/Receita Federal

Entre os itens apreendidos no Porto de Santos, a Receita Federal está leiloando até um Cadillac Renegade 2019 (Crédito: Divulgação/Receita Federal)

A Receita Federal abriu um leilão para mercadorias que foram apreendidas no Porto de Santos, litoral sul de São Paulo. Ao todo 218 lotes com milhares de roupas, calçados, peças de reposição, bicicletas, carros, entre outros estão abertos para propostas até o dia 10 de abril.

Diferente de outros leilões da Receita, em que os lotes possuem menor valor, este intercala entre lotes de valor baixo com grandes apreensões e preços mínimos na casa do milhão, principalmente mercadorias que envolvem roupas. Trata-se de um leilão que pode interessar lojistas e revendedores, já que os lotes contam com muitos itens que seriam vendidos em lojas de todo tipo no Brasil.

+ Itaúsa compra 8,53%% da Aegea por R$1,3 bi
+ CCR e Anac fecham aditivo ao contrato do aeroporto de Confins por Covid-19

Os itens mais baratos envolvem bicicletas elétricas Bufengzhe, com lance mínimo de R$ 270. São 10 itens desse tipo. Brinquedos infantis podem ser arrematados por menos de R$ 8 mil.

Um dos lotes conta com 21 mil capinhas de celular com valor mínimo de R$ 28 mil. Outro reúne 378 vestidos femininos com valor mínimo de R$ 52 mil.

Carros também estão disponíveis no pregão, desde veículos que servem apenas para retirada de peças, até modelos de luxo, como um Cadillac Escalade 2019 preto, com lance mínimo de R$ 245 mil. Uma van de 2018, com 7 lugares, da marca Joylong, pode ser arrematada por R$ 90 mil.

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

Um dos lotes mais caros envolve milhares de roupas com valor mínimo de R$ 1,1 milhão. As peças estão em um galpão da Receita.

As propostas podem ser enviadas até o dia 10 de abril e todo o processo é dividido em duas fases. Na primeira etapa o interessado escolhe o lote e envia uma proposta inicial acima do mínimo indicado no site da Receita.

Na segunda fase a Receita separa lances que estejam dentro de uma margem de 10% de diferença em relação ao maior lance e coloca esses autores em disputa no pregão virtual, marcado para o dia 11. Ganha quem der o maior lance ao vivo.

Para saber mais sobre o edital e conferir as fotos dos produtos, clique aqui.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel