Economia

Lei que facilita crédito a pequeno empreendedor é sancionada

Crédito: Pixabay

Bolsonaro vetou reparcelamento de dívidas dos MEIs (Crédito: Pixabay)

A sanção presidencial da Lei 14.257/21, que cria o Programa de Estímulo ao Crédito (PEC), foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (2). O programa incentiva empréstimos a pequenas empresas em troca de crédito tributário presumido, que os bancos podem usar para abater impostos.

Podem ser beneficiados microempreendedores individuais (MEI), micro e pequenas empresas e produtores rurais com receita anual de até R$ 4,8 milhões.



+ Bancos digitais miram crédito para veículos
+ B3 torna-se mantenedora da Associação Brasileira de Crédito Digital

O programa foi criado através de uma Medida Provisória (1057/21) editada em julho e depois votado na Câmara e no Senado, onde sofreu algumas alterações antes de virar lei. Uma dessas mudanças foi a inclusão de cooperativas e associações de pesca e de marisqueiros entre os beneficiados.

O PEC ainda determina que os empréstimos bancários não contam com garantia da União e devem ser feitos com recursos captados pelos próprios bancos, sem qualquer verba pública.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia