Giro

Lares escoceses serão os primeiros no mundo a usar hidrogênio 100% verde

Crédito: Divulgação

O projeto deve começar no final de 2022, sem custo extra, e até 1.000 casas podem ser incluídas se a primeira fase do teste for concluída com sucesso. (Crédito: Divulgação)

Centenas de lares na Escócia logo se tornarão os primeiros no mundo a usar hidrogênio 100% verde para aquecer as casas e cozinhar as refeições como parte de um novo teste que pode ajudar famílias em todo o país a substituir o gás combustível fóssil.

+ Estrada pode carregar os veículos elétricos enquanto circulam
+ Bentley vai fabricar apenas carros elétricos dentro de 10 anos

Cerca de 300 casas em Fife serão equipadas com caldeiras de hidrogênio gratuitas, aquecedores e eletrodomésticos para serem usados ​​por mais de quatro anos no maior teste para saber se o hidrogênio zero carbono, feito com energia renovável e água, poderia ajudar a cumprir as metas climáticas da Grã-Bretanha.

Eles começarão a receber gás verde a partir do final de 2022, sem custo extra, e até 1.000 casas podem ser incluídas se a primeira fase do teste for concluída com sucesso.

O hidrogênio verde é uma parte central do plano do governo para livrar a Grã-Bretanha dos combustíveis fósseis, pois pode ser usado da mesma e não produz emissões de carbono. Isso é particularmente importante para o aquecimento central, que representa quase um terço das emissões de gases de efeito estufa do Reino Unido, porque 85% das casas usam caldeira a gás.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel