Economia

Lançamentos crescem 12,9% no 3º tri, para R$ 463,841 milhões, diz Gafisa

A Gafisa retomou os lançamentos de imóveis no terceiro trimestre, com quatro projetos que totalizaram R$ 463,8 milhões em Valor Geral de Vendas, o que significa aumento de 12,9% sobre o terceiro trimestre de 2016. Os dados constam da prévia dos resultados operacionais do terceiro trimestre, ainda sujeitos à revisão da auditoria.

O valor de venda bruta cresceu 20,3% também na comparação anual, para R$ 438,429 milhões, alta também ante o segundo trimestre, de 82,1%. Por sua vez, os distratos caíram 20,5%, para R$ 84,390 milhões. Na comparação com o segundo trimestre, houve queda de 25,7%. Assim, as vendas contratadas somaram R$ 354,039 milhões, cifra 178,5% superior ao segundo trimestre e 37,0% maior do que no mesmo período de 2016.

A velocidade de vendas (VSO) do período ficou em 18,3%, ante 7,9% no segundo trimestre deste ano e 11,5% no terceiro trimestre de 2016, “atestando a constante evolução e aperfeiçoamento do nosso modelo de negócios”.

“Os destaques de venda no período foram o Moov Parque Maia (Guarulhos) e o Moov Espaço Cerâmica (São Caetano do Sul). Seguimos bem posicionados para a atual realidade de vendas e continuaremos atentos para sinais de melhora que indiquem uma aceleração na retomada do mercado imobiliário”, afirmou por meio de nota o CFO e diretor de Relações com Investidores da Gafisa, Carlos Calheiros.

Por fim, o estoque soma R$ 1,581 bilhão a valor de mercado, aumento de 7,1% sobre o segundo trimestre deste ano.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?