Geral

Lagoa na Argentina fica rosa devido a resíduos industriais

Crédito: Reprodução/Redes Sociais

Indústrias pesqueiras da região receberam autorização de autoridades para despejar resíduos do processamento de peixes na Lagoa de Corfo. (Crédito: Reprodução/Redes Sociais)

A mudança da coloração da água de um rio ou lagoa pode mudar, principalmente pela atividade de seus microrganismos. Todavia, não é isso que está acontecendo na Lagoa de Corfo, na Argentina. Na verdade, esta lagoa adquiriu uma coloração rosa intensa devido ao despejo de resíduos industriais na água.

Indústrias pesqueiras da região receberam autorização de autoridades para despejar resíduos do processamento de peixes na Lagoa de Corfo. Principalmente, o sulfito de sódio tem causado a coloração rosa das águas da lagoa. Esse sal, por sua vez, é utilizado por indústrias de processamento de peixes como agente anti-microbionano.

+ “Vampiro” gigante viveu na Argentina há 100 mil anos

Segundo o engenheiro ambiental Federico Restrepo, companhias podem despejar resíduos industriais em corpos d’água, contanto que os produtos passem por um tratamento. De acordo com a lei argentina, aliás, o processamento de resíduos químicos em estações de tratamento antes da liberação no ambiente.



Vale ressaltar, ademais, que essa não é a primeira vez que o incidente acontece. A região ao redor da Lagoa de Corfo abriga mais de 600.000 habitantes, dos quais muitos já reclamaram e manifestaram contra a liberação de resíduos industriais nas águas da Patagônia. Além da evidente contaminação da água, os resíduos causam a proliferação de insetos e um odor forte nos arredores.

É fato que a indústria da pesca emprega milhares de habitantes da região. Os principais produtos de exportação que exigem a utilização do sulfito de sódio são diversas espécies de camarões. Ambientalistas, assim, criticam a posição das fábricas em relação ao tratamento de seus resíduos, uma vez que há uma estação de tratamento a menos de 60 km da lagoa. Ademais, caso inviável, a construção de uma nova estação mais próxima deveria ser a prioridade.

Órgãos ambientais do parque industrial Trelew afirmam, inclusive, que o resíduo irá se dissolver na água nos próximos dias, fazendo com que a lagoa perca o odor e a aparência rosa. Contudo, pesquisadores e residentes não têm tanta certeza desta melhora.

Acontece que durante protestos (também referentes à poluição da região), ruas foram bloqueadas, evitando o transporte de resíduos do parque industrial. Assim, autoridades permitiram – de forma temerária – que o sulfito de sódio fosse liberado na lagoa.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago