Economia

Kroton: número de alunos no ensino superior caiu 5,2% no trimestre

O número de alunos da Kroton no ensino superior, incluindo graduação e pós-graduação, caiu 5,2% no segundo trimestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado, passando de 936,8 mil para 888,4 mil.

De acordo com a companhia, a variação reflete o maior número de formaturas observadas no período, em razão das fortes safras de captação verificadas em 2013 e 2014. Também houve uma mudança do perfil da base, que teve redução do número de alunos Fies e que, segundo a Kroton, apresentavam menor evasão.

“Adicionalmente, a manutenção de um alto nível de desemprego e a lenta recuperação econômica também contribuem para pressionar os indicadores de evasão”, apontou a companhia nas demonstrações financeiras.

Ao final do segundo semestre de 2019, a Kroton possuía 64.531 alunos matriculados com contratos de Fies, redução de 43,1% em relação ao mesmo período de 2018. De acordo com a companhia, essa queda segue a tendência apresentada em trimestres anteriores, com captações cada vez menos relevantes e um aumento no nível de formaturas nesse segmento.

Entre 2014 e o final de 2019, a redução de alunos Fies será superior a 75%, o que, segundo a Kroton, demonstra que a base continua sendo substituída por alunos sem o financiamento. A partir de 2020, a empresa estima que menos de 14% de sua base presencial utilizará Fies. Na base total de alunos, a projeção é de que apenas 5,8% utilize o financiamento.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel