Mundo

Kremlin justifica repressão de manifestações em Moscou

Kremlin justifica repressão de manifestações em Moscou

(10 ago) Manifestação em Moscou, após as detenções massivas da polícia nos últimos protestos - AFP

O governo russo considera “justificado” o rigor das forças de segurança nas manifestações a favor de eleições livres organizadas em Moscou desde meados de julho e negou a existência de uma crise política no país.

“Não concordamos com os que chamam os acontecimentos de ‘crise política'”, declarou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

“Consideramos totalmente justificado o rigor das forças de segurança para acabar com a perturbação da ordem pública”, afirmou Peskov, na primeira reação do Kremlin aos protestos inéditos desde o retorno de Vladimir Putin à presidência da Rússia.