Kohler

Kohler anuncia planos de expansão na América Latina

Multinacional americana de louças e metais planeja investir e expandir os seus negócios em diferentes canais de distribuição, com foco além dos arquitetos, agora também no consumidor final. Fortalecendo seu posicionamento digital e se tornar a maior marca internacional presente na América latina até 2023

Expandir o número de fábricas na América Latina, fortalecer seu posicionamento digital, ampliar mix de produtos e se tornar a maior marca internacional da região até 2023 são algumas das metas ambiciosas que fazem parte do plano estratégico da Kohler para o território Latam.

O foco da companhia, principalmente no Brasil, aumentou ao longo dos oito anos que a marca se estabeleceu no país, após adquirir a fábrica da Fiori, em Andradas (MG). Desde então, a Kohler vem alimentando uma aspiral crescente de expansão e amadurecimento no mercado brasileiro. Seguido pelo México, hoje o Brasil é considerado o maior mercado da região e o mais influente em termos de tecnologia, qualidade, design, sustentabilidade e inovação.

Para Norbert Schimidt, Vice Presidente de Operações Globais e LATAM da Kohler, o Brasil é um verdadeiro centro de design. O país tem uma comunidade interessante de design e arquitetura e vem investindo cada vez mais nisso. “Percebemos isso no crescimento da presença do design nos empreendimentos brasileiros, assim como a elaboração de projetos de arquitetura cada vez mais criativos. Essa é uma tendência forte na América Latina como um todo”.

A intenção é aumentar cada vez mais a importância do Brasil para os negócios globais da Kohler. O plano, de acordo com Schimidt, é tornar a América Latina – impulsionada pelo Brasil e México – a terceira maior região da marca até 2025, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e China. O oferecimento de produtos com design a preços mais competitivos, além de adequados à realidade brasileira, foi um dos principais tiros certos que a empresa deu no país.

Desde quando chegou ao Brasil, a Kohler não para de crescer localmente. “Tivemos um forte crescimento exponencial durante todo o tempo em que estamos no Brasil. Nossa fábrica local também está nesse ritmo. Quando compramos a Fiori, havia menos de 300 colaboradores.

Hoje temos mais de mil funcionários”, complementa Alexandre Pavão, Diretor Geral Brasil. Inclusive de lá saem produtos para outros mercados da marca, como os Estados Unidos.

A linha de produção da Kohler no Brasil não é a única da marca na América Latina. No espaço entre Brasil e México, a empresa possui, ao todo, cinco plantas de louças. Atualmente, está investindo na construção de mais duas indústrias – uma de louças, em Bajio, e a primeira de metais na região em Monterrey, ambas no México.

E-commerce

Além dos planos de expansão de venda ao redor do continente latino-americano, a Kohler tem como meta investir no e-commerce. “A maioria dos consumidores hoje faz compras online, movimento que ficou ainda mais forte com a pandemia. Nosso desafio é oferecer uma experiência rica aos consumidores que compram os produtos pela tela de um computador, da mesma forma como aqueles que vão às nossas lojas”, enfatiza Schimidt.

Para ele, esse momento exigiu adaptações e aprendizados. “Hoje em dia não é mais suficiente ter apenas uma simples imagem dos produtos. É preciso acrescentar vídeos, tentar explicar a

inovação e os recursos. Isso tivemos que aprender, adequando o que fazíamos em nossas lojas para o canal virtual”.

Públicos diferentes e tendências

Considerada a maior marca de louças dos Estados Unidos, e a marca internacional mais forte do mundo, a Kohler tem o desafio de se adequar às necessidades de cada público. Schimidt diz que o estilo dos consumidores americanos é bem diverso em relação ao do brasileiro. “Os banheiros tendem a ser mais tradicionais ou com simplicidade para serem usados rapidamente. Já no Brasil, a preferência é para um design europeu. Mas isso não é um problema para a Kohler pois, antes de tudo, somos uma marca globalizada”. Ao todo, a companhia conta com seis centros de design em várias partes do mundo.

Outro ponto que diferencia os consumidores dos dois países é a questão do acabamento. “No Brasil, a disponibilidade de opções de cores nos metais, por exemplo, são muito relevantes para o consumidor, para que ele possa tornar sua casa um ambiente único e especial”, ressalta o VP.

Em termos de tendências, a Kohler aponta a adoção de banheiros inteligentes nos empreendimentos de luxo. “Ter uma experiência sanitária limpa e segura no banheiro é algo que os consumidores se preocupam. Torneiras automatizadas têm ganhado bastante relevância, assim como vasos sanitários inteligentes. Os consumidores premium estão interessados nesses tipos de produtos e pagam por eles, porque é importante esse cuidado”, avalia Pavão.

Ampliação do mix de produtos

A ampliação do mix de produtos também faz parte da estratégia de crescimento da Kohler na América Latina. A divisão Kitchen and Bath inclui globalmente uma variedade de produtos e marcas além da Kohler, como Sterling, Fiori, Kallista e Ann Sacks (piso e revestimento). “O foco é continuar desenvolvendo a Kohler principalmente e adicionar outros produtos e marcas conforme seja adequado para fechar uma necessidade ou lacuna de mercado”, conclui.

Tópicos

Kohler