Geral

Justiça de São Paulo aprova demolição de tobogã no estádio do Pacaembu

Crédito: Arquivo / Agência Brasil

O Complexo Esportivo do Pacaembu é composto pelo Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho e por seu Centro Poliesportivo (Crédito: Arquivo / Agência Brasil)

O pedido da associação dos moradores Viva Pacaembu contra a licitação que concedeu o complexo do Pacaembu à iniciativa privada por 35 anos foi negado. A Justiça de São Paulo autorizou a demolição do tobogã no estádio. Mas, o processo ainda aceita recurso.

O Complexo Esportivo do Pacaembu é composto pelo Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho e por seu Centro Poliesportivo. Localizado na Zona Oeste de São Paulo, o complexo é da Prefeitura de São Paulo, mas foi concedido à concessionária Allegra Pacaembu em 2019.

+ Empresa de RH abre 3.422 vagas de emprego em todo o Brasil

De acordo com a juíza Maria Gabriella Pavlópoulos Spaolonzi, responsável pela decisão, no processo de tombamento do Complexo do Pacaembu, não está especificado a estrutura do tobogã por não fazer parte do projeto inicial.

A magistrada também ressaltou que na época da construção do tobogã ocorreram críticas pois a obra descaracterizou a estrutura arquitetônica do estádio.

A decisão é contrária ao entendimento do juiz Alberto Alonso Munoz, da 13ª Vara de Fazenda Pública. Em janeiro deste ano, ele entendeu que o tobogã era parte do tombamento, então não poderia ser demolido.

A concessão do complexo por 35 anos foi assinada em setembro de 2019 pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB). A praça Charles Miller e o Museu do Futebol ficaram fora da concessão.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel