Finanças

Juros têm viés de alta, após renovar máximas com dólar

Após renovarem máximas, os juros futuros adotaram nesta segunda-feira, 1º de junho, viés de alta acompanhando o movimento do dólar, especialmente nos longos. Mas a oscilação é limitada em meio a uma liquidez fraca.

No radar, está a participação do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, de videoconferência da Comissão Mista do Congresso, que discute os impactos do covid-19 (11 horas).

Às 10h10, o DI para janeiro de 2027 subia a 6,94%, de 6,90% no ajuste anterior.

O DI para janeiro de 2022 exibia taxa de 3,16%, ante 3,13% sexta-feira no ajuste.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança

Tópicos

taxas de juros