Finanças

Juros longos acompanham queda do dólar e curtos têm viés de baixa

Em sintonia com o dólar, os juros longos operam em queda de quase 10 pontos-base na manhã desta quarta-feira, 15. Os demais recuam menos uma vez que caíram muito ontem diante da percepção de um Comitê de Política Monetária (Copom) mais “dovish”. A alta do IBC-Br de julho de 0,60%, acima da mediana estimada (0,40%), mas desacelerando da alta de 0,92% de junho (dado revisado), reforça o cenário de economia mais fraca que o mercado já vislumbra e ontem houve nova onda de revisões para baixo do Produto Interno Bruto (PIB), juntamente com previsão de alta menor da Selic na semana que vem, de 100 pontos-base, para 6,25% ao ano.

Às 9h17, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 recuava para 10,40%, de 10,47% no ajuste de ontem.

O DI para janeiro de 2023 caía para 8,84%, de 8,87%, e o para janeiro de 2022 marcava mínima 6,955%, de 7,035% no ajuste anterior.



Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

Tópicos

taxas de juros