Giro

Jovens podem decidir eleição nos EUA, se forem votar

Jovens podem decidir eleição nos EUA, se forem votar

Jovens se registram antes de votar por antecipado, em North Charleston, na Carolina do Sul, em 16 de outubro de 2020 - AFP

A maioria dos menores de 30 anos nos Estados Unidos não vota. Este ano, porém, em uma eleição crucial entre dois septuagenários, especialistas antecipam que um número recorde irá às urnas em 3 de novembro, um movimento que pode inclinar a balança a favor dos democratas em estados indecisos como Pensilvânia, Michigan e Arizona.

Com universidades fechadas e milhões de pessoas confinadas devido ao coronavírus, campanhas virtuais buscam mobilizar estes jovens que representam mais de 20% do eleitorado. Nesse caminho, entra a ajuda de celebridades e de “influencers” com têm milhões de seguidores, dancinhas no TikTok, videogames, além de ligações, conversas pelo Zoom e mensagens por torpedos e aplicativos diversos.

Menos da metade dos americanos entre 18 e 29 anos votou na eleição presidencial de 2016.

“Temos o voto de maior impacto nos Estados Unidos, mas muitos não sabem disso. Acham que sua voz não importa”, disse à AFP Caitlin Upkong, uma estudante do Michigan de 19 anos que votará este ano pela primeira vez e milita no Projeto Novos Eleitores, presente em 100 campi universitários.

Segundo uma última pesquisa nacional da Harvard Youth Poll, 63% dos americanos de 18 a 29 anos dizem que votarão nesta eleição, contra 47% há quatro anos.

Ainda conforme a mesma sondagem, 60% dos jovens garantem que vão votar no democrata Joe Biden, de 77, rival do presidente republicano Donald Trump, de 74.

Como a maioria dos jovens se identifica com bandeiras progressistas, como controle de armas, ou luta contra a mudança climática, os democratas em geral dedicam mais esforços para obter seu voto do que os republicanos.

– “Temos tanto poder” –

“Temos tanto poder nesta eleição. Os jovens já estão votando a taxas mais altas do que nunca visto”, comemora Larissa Sweitzer, de 27 anos, diretora da organização progressista NextGen America, na Pensilvânia, referindo-se ao voto antecipado.

Sweitzer disse à AFP que sua equipe registrou mais de 22.000 jovens eleitores na Pensilvânia desde 2016. Ela vai além: comunicam-se regularmente com eles e conseguiram fazer mais de 50.000 se comprometerem a votar.

Em 2016, Trump ganhou na Pensilvânia por apenas 44.000 votos; em Michigan, por menos de 11.000.

Fundada pelo milionário Tom Steyer, ex-pré-candidato democrata à Presidência, a NextGen America busca se conectar com 4,5 milhões de jovens em 11 estados-chave antes das eleições. Em março, fez uma transição para uma campanha 100% virtual.

– “Influencers” e videogames –

Entre outras estratégias, a ONG recrutou 3.000 “influencers” em estados independentes, organizou um comício político no videogame viral “Animal Crossing”, além de drag shows virtuais em torno das políticas LGBTQ e fóruns virtuais sobre temas de interesse.

“A campanha de Biden teve de se tornar muito criativa para ver como se aproximar destes jovens eleitores”, disse à AFP Tom Bonier, presidente do instituto de pesquisas TargetSmart.

“É um desafio”, completou.

Um exemplo: a representante democrata Alexandria Ocasio-Cortez, de 31 anos, abriu nesta semana uma conta no Twitch, uma plataforma que transmite videogames ao vivo. Lá, convidou os jovens a jogar com ela “Among Us” para mobilizar a ida às urnas.

Reuniu quase meio milhão de espectadores ao vivo e se tornou uma das mais vistas da história do Twitch.

Em suas redes sociais, celebridades como as cantoras Taylor Swift, Billie Eilish e Selena Gomez também convocam os jovens, incansavelmente, a irem votar.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?