Edição nº 1083 17.08 Ver ediçõs anteriores

Jogador de futebol investe na importação de vinhos

Jogador de futebol investe na importação de vinhos
Eric Rousseau
Eric Rousseau, da domaine Armand Rousseau, da Borgonha, que veio ao Rio para o lançamento da nova importadora de vinhos (Crédito:Suzana Barelli)

O convite para passar uma semana no Rio de Janeiro soou como música para dez produtores franceses. E não produtores quaisquer: eram Eric Rousseau, da domaine Armand Rousseau; Alec Seysses, da Dujac; Jean Claude Ramonet, da domaine Ramonet; Céline Fontaine Gagnard, da domaine Fontaine Gagnard, para citar apenas alguns. E este encontro descompromissado entre vinhos (muitos vinhos), vôlei e futebol de praia, menus degustação, samba e alguns mergulhos no mar marcou o lançamento da importadora Juss Millesimes. O nome é uma referência ao apelido do jogador de futebol Jussiê Vieira, capixaba que depois de jogar no Cruzeiro fez carreira no Bordeaux. Já nas primeiras concentrações, antes dos jogos, o atleta descobriu não apenas que gostava de vinhos como que, na França, esta bebida é considerada como alimento e pode ser consumida na véspera do jogo. “Em pequenas doses”, friza ele.

Não demorou para Jussiê começar a entender de brancos e tintos, visitar diversos chateaux e descobrir que gosta muito dos vinhos da Borgonha (mesmo jogando no Bordeaux). Quando chegou a hora de se aposentar do esporte, ele decidiu transformar a paixão em negócios. Montou um bom portfolio, focado principalmente na Borgonha, e contou com a parceira com a Diva Beaune, uma das maiores empresas francesas de vinho, que o ajuda a encontrar produtores. Resultado: conseguiu formar um time de respeito. Entre as vinícolas estão as domaines Armand Rousseau, Dujac, Ramonet, Duroche.

A ideia do ex-jogador é focar no consumidor final, ter preços competitivos – os valores das garrafas ainda não foram divulgados, mas as estimativas vão nesta direção. Jussiê estima que os preços devem começar em R$ 100. Seu site (www.juss-milesime.com.br) entra no ar em março, quando o primeiro container de vinhos deve estar liberado. A operação é organizada por Raphael Malago, que tem experiência na área.


Mais posts

Para quem você quer vender seu vinho?

O consumo de vinho não passa de dois litros per capita no Brasil, incluindo os rótulos nacionais e os importados. É muito baixo se [...]

Os vinhos naturais em destaque

Está tudo pronto para a 6.ª edição da feira de vinhos Naturebas, que acontece no próximo sábado, dia 4 de agosto, na Casa das [...]

Sobre vinhos e futebol

Parecia que a Copa do Mundo, vencida pela França, não seria boa para os vinhos. Primeiro, a Itália e o Chile, dois grandes produtores [...]

Concha y Toro aposta na diversificação do vinho Casillero del Diablo

Diablo é o mais novo vinho a integrar a linha da Casillero del Diablo, marca chilena que vende inacreditáveis 60 milhões de garrafas [...]

Os novos projetos da Vino Beato

O casal de sommeliers Juliana Carani e Manoel Beato se propõe a explicar um pouco mais dos taninos, polifenois e demais aspectos [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.