Giro

J&J revisa casos ‘raros’ de coágulos após vacinas e atrasará envios à Europa

A Johnson & Johnson (J&J) afirmou, em comunicado divulgado nesta terça-feira, 13, que revisa os dados “extremamente raros” de coágulos sanguíneos em pessoas que receberam sua vacina contra a covid-19. A empresa ressalta o fato de que foram apenas seis episódios nos Estados Unidos, em mais de 6,8 milhões de doses já aplicadas do imunizante, mas ressalta sua preocupação com a segurança e o bem-estar das pessoas que utilizam seus produtos.



Como cautela, autoridades dos EUA determinaram uma pausa no uso da vacina da empresa. A J&J afirma que decidiu por contra própria atrasar o envio de sua vacina à Europa, além de informar que revisa esses casos registrados também com autoridades de saúde europeias.

A empresa diz que as pessoas que, após a vacinação, apresentarem dores de cabeça fortes, dor abdominal, dor nas pernas ou falta de fôlego dentro de três semanas devem procurar atendimento médico.


Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?