Edição nº 1052 12.01 Ver ediçõs anteriores

Jessica Alba perde o unicórnio

Jessica Alba perde o unicórnio

A Honest Company, fabricante de bens de consumo criada pela atriz Jessica Alba,
perdeu o status de unicórnio, concedido a startups que atingem um valor de mercado superior a US$ 1 bilhão. Segundo informações do jornal americano The Wall Street Journal, em setembro do ano passado, a empresa fez uma nova captação e foi avaliada um pouco abaixo da casa do bilhão – em 2015, numa outra rodada de investimentos, ela chegou a valer US$ 1,7 bilhão. A Honest atua no segmento de cosméticos, limpeza doméstica e produtos para crianças com uma proposta de oferecer mercadorias ecologicamente corretas e mais seguras. No ano passado, a companhia faturou US$ 300 milhões, o mesmo do que no ano anterior. Foi uma decepção, já que a Honest vinha multiplicando sua receita desde 2013, quando faturou cerca de US$ 60 milhões.

(Nota publicada na Edição 1052 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Afasta de mim este cálice

O ano começa e a tradicional lista dos maiores riscos globais, elaborada pela consultoria Eurasia, já está circulando. Para quem espera [...]

Doação digital

Os clientes da plataforma de pagamentos PayPal doaram US$ 8,5 bilhões para ONGs e entidades sem fins lucrativos, em 2017. Segundo o CEO da empresa, Dan Schulman, o ano foi marcado por desastres naturais e um cenário de polarização. “Em tempos como esses, é fácil desanimar”, disse. “Mas sempre há razão para manter a esperança.” […]

Notícia velha

A jornalista britânica Carrie Gracie, correspondente da BBC na China, pediu demissão após mais de 30 anos na empresa. O motivo foi que [...]

É proibido o machismo

A Islândia deu um passo definitivo para acabar com a desigualdade salarial entre homens e mulheres: a partir deste ano, está proibido [...]

Efeito colateral

Os esforços chineses para erradicar a pobreza estão produzindo um efeito indesejável, porém previsível. Desde 2012, o governo [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.