Edição nº 1133 09.08 Ver ediçõs anteriores

JBS Couros apaga as luzes e fecha as torneiras

A JBS Couros, maior processadora de couros do mundo, chegou a um processo produtivo que reduz em 54,2% o consumo de água e em 20% o de energia. Para isso, a companhia aprimorou métodos para um melhor aproveitamento da matéria-prima. Com o novo processo, seguem para tratamento apenas os materiais efetivamente utilizados pela indústria do couro, reduzindo o consumo de água e energia. A empresa identificou ainda uma queda de 28% na utilização de produtos químicos para acabamento. Foram dois anos de testes e pesquisas para alcançar essa economia.

(Nota publicada na Edição 1120 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Desmatamento na Amazônia cresce 278% em julho

A exoneração de Ricardo Galvão, diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), no dia 2 de agosto, não foi suficiente [...]

A energia da moda

A Lojas Renner, maior varejista do mercado têxtil brasileiro, decidiu energizar seus pontos de venda com geração fotovoltaica. Quatro [...]

Onças-pintadas invadem São Paulo

O jaguar, maior felino das Américas, vai agitar as avenidas de São Paulo. Mas não se assuste. É apenas a Jaguar Parade, uma intervenção [...]

Para o governo, vilão do desmatamento é o instituto de pesquisas

Criado em 1961, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) entrou na mira do governo de Jair Bolsonaro (PSL). O presidente diz [...]
Ver mais