Edição nº 1134 19.08 Ver ediçõs anteriores

Japão permitirá criação de órgãos humanos em ratos

Japão permitirá criação de órgãos humanos em ratos

O Ministério de Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia do Japão abriu efetivamente a porta para a criação de órgãos humanos para transplante nos corpos de ratos e camundongos. O pedido foi feito por pesquisadores da Universidade de Tóquio para conduzir um estudo e criar pâncreas humanos em roedores. “Finalmente, estamos em posição de iniciar estudos sérios neste campo após 10 anos de preparação”, disse Hiromitsu Nakauchi, um dos pesquisadores, ao jornal Asahi Shimbun. Os pesquisadores criarão óvulos fertilizados de ratos e camundongos manipulando genes e introduzindo células humanas neles, criando “embriões animais-humanos”. Depois disso, vão transplantar os embriões a úteros de ratos ou camundongos. Pâncreas resultantes de células humanas irão crescer nos corpos dos roedores. Na comunidade científica há muita discussão, especialmente
no campo dos questionamentos éticos, sobre experiências relacionadas ao tema.

(Nota publicada na Edição 1133 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Nike lança assinaturas

Plataformas tecnológicas foram as que mais se aproveitaram para a reinvenção de segmentos a partir de assinaturas – Netflix é um [...]

Tá buscando o quê?

Mais das metades das buscas no Google geram zero clique. No restante, 9 em cada 10 clicam em links orgânicos e 1 nos links [...]

Tecnologia tá dizendo: seu comportamento é genético

Pesquisadores da Universidade Utah Health, liderados por Christopher Gregg, tentam entender a relação entre comportamento e genética. E [...]

DiDi cria empresa para carro autônomo

Líder global em transporte por aplicativo, a DiDi – dona da 99 no Brasil – anunciou que sua unidade de veículos autônomos, criada em 2016, será transformada em uma empresa independente. A decisão foi tomada para concentrar, e acelerar, produtos e soluções de P&D. O atual head de tecnologia da DiDi, Bo Zhang, será CEO […]

A onda Podcast

(Nota publicada na Edição 1134 da Revista Dinheiro)
Ver mais