Mundo

Japão deve ampliar restrições contra Covid-19 para grande parte do país, em meio a surto de Ômicron

Japão deve ampliar restrições contra Covid-19 para grande parte do país, em meio a surto de Ômicron

Pessoas usando máscaras caminham em Tóquio durante pandemia de Covid-19

TÓQUIO (Reuters) – O Japão se preparou nesta segunda-feira para dobrar a quantidade de regiões operando expedientes reduzidos para restaurantes e outras restrições para tentar conter um crescimento recorde de casos de Covid-19.

O governo central recebeu pedidos para as chamadas medidas de quase-emergência de outras 18 regiões, disse o primeiro-ministro Fumio Kishida a repórteres.



As medidas permitem que governadores regionais ordenem restrições à mobilidade e aos negócios, como obrigar bares e restaurantes a fecharem mais cedo e restringir a venda de álcool.

O Japão declarou vários níveis de emergência várias vezes durante os dois anos de pandemia. Um estado de emergência completo pode envolver o fechamento de locais que servem álcool, restrições de público em eventos esportivos e culturais e multas para comércios que descumprirem as normas.

O Japão registrou mais 54.000 novas infecções no sábado, a maior contagem até agora, impulsionadas pela variante Ômicron.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!



O país registrou 2,1 milhões de casos de coronavírus e 18.498 mortes durante a pandemia.

(Reportagem de Rocky Swift)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI0N0KC-BASEIMAGE