Economia

Japão dá seis semanas ao Reino Unido para fechar acordo comercial

Japão dá seis semanas ao Reino Unido para fechar acordo comercial

A ministra britânica do Comércio Internacional, Liz Truss, em videoconferência com o ministro japonês das Relações Exteriores, Toshimitsu Motegi, sobre o acordo de livre-comércio entre ambos os países em 9 de junho de 2020, em Londres - 10 Downing Street/AFP

O principal negociador do Japão nas conversas com o Reino Unido para um acordo comercial bilateral deu a Londres até o final de julho para a conclusão das negociações – o último prazo, segundo ele, para esperar uma ratificação antes de 2021.

“Para evitar um vácuo em janeiro”, quando o Reino Unido sair efetivamente da União Europeia (UE), o acordo comercial anglo-japonês “deve ser votado neste outono [primavera no Brasil]” pelo Parlamento japonês, declarou Hiroshi Matsuura ao jornal “Financial Times”, nesta terça-feira (23).

“Isso quer dizer que devemos terminar as negociações antes do fim de julho”, acrescentou.

Este acordo deve se inspirar, em grande medida, no que foi assinado entre Japão e UE, o Jefta, que entrou em vigor em fevereiro de 2019.

Londres disse esperar, porém, um acordo bilateral mais favorável com o Japão, o que reduziria ainda mais as tarifas do país asiático.

Ao mesmo tempo, Reino Unido e União Europeia negociam, com dificuldade, um acordo comercial que fixará suas relações assim que o Brexit se materializar.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?