Tecnologia

Jack Ma, da Alibaba, aparece pela primeira vez depois de multa bilionária em videoconferência com Putin

Crédito: Divulgação - Alibaba

A China decidiu multar a empresa de comércio eletrônico em US$ 2,8 bilhões por abuso de posição dominante sobre rivais e comerciantes (Crédito: Divulgação - Alibaba)

O bilionário chinês Jack Ma, fundador da Alibaba, fez sua primeira aparição pública desde que a China o reprimiu e multou as suas empresas. Ma participou nesta quinta-feira (15) de uma videoconferência com o presidente russo Vladimir Putin.

Depois de acusar a Alibaba de abuso de posição dominante sobre rivais e comerciantes, a China decidiu multar a empresa de comércio eletrônico em US$ 2,8 bilhões em casos antitruste.

+ Gigante chinês Alibaba minimiza impacto de multa bilionária

De acordo com o Uol, o executivo, que não é mais chefe do Alibaba, mas segue como um dos principais acionistas, participou de uma videoconferência da Sociedade Geográfica Russa com o presidente russo. Ele faz parte do conselho curador do grupo, mas não falou no evento .

Vale lembrar que Ma não foi visto publicamente entre um evento em outubro e um clipe de videoconferência em janeiro. O sumiço, conforme o Uol, gerou especulações sobre seu paradeiro, porque o desaparecimento da vida pública ocorreu depois que ele criticou o sistema regulatório financeiro da China em outubro. Em novembro, a China introduziu novas regulamentações que interromperam a oferta pública inicial do Ant Group.

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel