Dinheiro em Ação

Ivan Monteiro assume as finanças da BRF

Ivan Monteiro assume as finanças da BRF

Papéis avulsos

O Conselho de Administração da BRF aprovou, na terça-feira 5, a indicação de Ivan Monteiro, ex-presidente da Petrobras, para a vice-presidência financeira e de relações com investidores da companhia. Ele vai substituir Elcio Ito, que deixa o cargo para se dedicar a projetos pessoais. A mudança agradou os acionistas e refletiu-se no preço da ação, que subiu 6,4% no dia do anúncio. A empresa tenta se recuperar de prejuízos consecutivos como resultado de uma mudança mal-sucedida na sua administração liderada pela gestora Tarpon em 2014. Em 2016, a BRF apresentou a primeira perda da sua história, de R$ 372 milhões e, no ano seguinte, anunciou um plano de reestruturação com duas premissas: vender ativos e contratar bons executivos. Pedro Parente, ex-presidente da Petrobras, assumiu a liderança da companhia em junho do ano passado com a difícil tarefa de dar um novo rumo aos negócios. Não está sendo uma missão fácil. No terceiro trimestre de 2018, a empresa teve prejuízo de R$ 812 milhões.

 

Touro x Urso

O Ibovespa operou com forte volatilidade durante a semana, refletindo especialmente a oscilação das ações dos bancos e da mineradora Vale. Os investidores operaram com cautela elevada, de olho nas articulações das lideranças no Congresso. Sem notícias contundentes na política, a realização de lucros ganhou força e o principal índice da Bolsa brasileira acumulava queda de 3,3% na semana até quarta-feira 6.

 

Agronegócios

Fertilizantes Heringer entra com pedido de recuperação judicial

A Fertilizantes Heringer entrou na semana passada com pedido de recuperação judicial. Com dívidas elevadas, que no terceiro trimestre do ano passado somavam R$ 3 bilhões, a empresa suspendeu atividades em nove unidades para readequar sua estrutura administrativa e operacional. A fatia da companhia, fundada em 1967, no mercado de fertilizantes é de 15%, e seus produtos atendem culturas como soja, milho, algodão, café e cana-de-açúcar. As ações caem 47% no ano.

 

Bancos

ABC Brasil lucra R$ 457 milhões

O Banco ABC Brasil, com foco no atendimento para empresas de médio e grande porte, lucrou R$ 457,8 milhões em 2018, o que significa avanço de 5,7% na comparação anual. A carteira de crédito da instituição presidida por Anis Chacur Neto cresceu 7% no ano passado e terminou dezembro em R$ 26,2 bilhões. As receitas de prestação de serviços, por sua vez, subiram 12,8% em 2018 e somaram R$ 94,4 milhões.

 

Destaque no pregão

Kroton deve investir R$ 700 milhões em 2019

A gigante de educação Kroton, presidida por Rodrigo Galindo, deve investir R$ 700 milhões neste ano, de acordo com projeção de Rodrigo Gastim, analista do BTG Pactual. Após encontro com executivos da companhia, ele aponta, em relatório, que metade desse valor deve ser destinada à expansão das operações, sendo R$ 200 milhões direcionados para a abertura de novas unidades e R$ 100 milhões para a criação de novos cursos e melhoria na infraestrutura das instalações. Os outros 50% serão vinculados a projetos-chave, como retenção de alunos e publicidade, entre outras frentes. Ele destaca preocupação em relação à geração de caixa da companhia, que deve ficar em torno de R$ 2 bilhões neste ano.

Palavra do analista:
Gastim indica recomendação neutra para o papel, e aponta preço-alvo de R$ 11,50 em 12 meses, o que significa recuo de 1,47% em relação à cotação da ação em 5 de fevereiro, que era de R$ 11,67. “Devemos observar uma melhora significativa no fluxo de caixa em 2020, o que dará suporte à ação”, escreveu o analista, em relatório.

 

Saneamento

Lucro da Sanepar avança 30% em 2018

A Sanepar, companhia de saneamento do Paraná, lucrou R$ 892,5 milhões em 2018, alta de 30,1% em comparação com 2017. Analistas apontam o crescimento de 7,6% na receita, que somou R$ 4,1 bilhões, como o destaque positivo do balanço. A empresa afirma que o avanço no faturamento refletiu principalmente o reajuste tarifário anual de 5,12%, que passou a vigorar em maio do ano passado. As ações sobem 19,6% no ano.

 

 

Mercado em números

EMBRAER
US$ 422 milhões – É o valor que a companhia aérea americana SkyWest vai pagar por nove jatos E175 da Embraer encomendados na semana passada e com previsão de entrega neste ano.

PORTO SEGURO
34,2% – É o aumento do lucro da companhia em 2018, que somou R$ 1,3 bilhão. O desempenho foi puxado pelo segmento de saúde com odonto, que avançou 11,8% no ano passado.

LOJAS AMERICANAS
R$ 1 bilhão – Foi o valor que a companhia emitiu em debêntures com vencimento para 2026. Os papéis oferecem retorno de 116,70% do CDI.

LOCALIZA
R$ 49 milhões – É o montante que a empresa pagou de juros sobre capital próprio na semana passada, o que corresponde a R$ 0,07 por ação.

GAFISA
R$ 1,3 milhão – É quanto a construtora informou ter economizado em janeiro com a diminuição do quadro de funcionários e a revisão de contratos administrativos.