Negócios

Itaúsa assina acordo com a XP e aguarda aprovação do FED

Crédito: Divulgação/Itaú

As vagas abertas são para desempenho de funções nas agências do Itaú (Crédito: Divulgação/Itaú)

A Itaúsa informou nesta segunda-feira (1º) que, juntamente com a IUPAR (Itaú Unibanco Participações), chegaram a um acordo de reorganização societária com a XP.



Pelo acordo assinado neste domingo (31), haverá a separação da linha de negócio do Itaú Unibanco referente à participação no capital da XP, que resultará na criação de uma nova companhia, a XPart.

+ Itaú convoca assembleia para votar saída de sociedade com a XP

De acordo com o fato relevante, a XPart terá como ativos o investimento representativo de 40,52% do capital da XP e R$ 10 milhões em caixa. A implementação do acordo está condicionada à obtenção de manifestação favorável do Federal Reserve Board (FED).

Também neste domingo, as empresas assinaram um acordo contendo os principais termos e condições relativos à proposta de incorporação da XPart pela XP e outros direitos e obrigações das partes.



Caso a incorporação fosse realizada nesta data, a Itaúsa deteria 15,1% do capital social total e 4,8% do capital votante da XP, direta e indiretamente.

A criação da XPart e seus desdobramentos não deverão produzir efeitos materiais para a Itaúsa neste exercício social.


Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?