Finanças

Itaú Unibanco, Nubank, Santander e Inter garantem pré-cadastro do PIX em outubro

Crédito: Divulgação

Transações poderão ser feitas por meio de QR Code ou com base na chave cadastrada; sistema vai oferecer mais velocidade em relação ao sistemas de pagamento (Crédito: Divulgação)

O Banco Central (BC) prevê o lançamento oficial da solução de meios de pagamento PIX para o dia 16 de novembro. Com isso, alguns bancos como Itaú Unibanco, Nubank, Santander e Inter já se movimentaram e pretendem liberar o pré-cadastro para o sistema, aos clientes, em outubro.

A plataforma permitirá que os clientes realizem transferências bancárias para empresas e pessoas durante 24 horas por dia e 7 dias por semana. O PIX terá um mecanismo que guarda dados associados (as chaves) fazendo uma conexão direta com as contas de todas as instituições financeiras.

No caso de empresas, a plataforma traz vantagens em relação ao pagamento por cartão de débito. Isso porque o consumidor pagante não precisará ter conta em banco, como ocorre com os cartões. Bastará abastecer a carteira digital do PIX para enviar e receber dinheiro.

+ Novo sistema de pagamentos do BC, Pix será gratuito a pessoas físicas
+ Com chegada do PIX em novembro, Santander lança o ‘SX’

Em sua página, o Itaú divulgou que no dia 5 de outubro será possível realizar o cadastro da chave do PIX. O Nubank, Inter e o Santander devem começar o cadastramento de cliente também no início de outubro.

O Banco Santander anunciou ainda o “SX”, uma solução financeira que vai utilizar o PIX para fazer transações. A ferramenta vai oferecer benefícios para os clientes que utilizarem o novo sistema do BC.

Entenda o sistema 

A nova ferramenta que funcionará 24 horas por dia reduz o tempo de liquidação de pagamentos entre estabelecimentos com conta em bancos e instituições diferentes.

O cadastro das Chaves PIX – combinação com telefone celular, CPF, CNPJ e e-mail necessária para operar a carteira digital – começará em 5 de outubro nas instituições financeiras que já fizerem parte do sistema.

As transações poderão ser feitas por meio de QR Code (versão avançada do código de barras lida pela câmera do celular) ou com base na chave cadastrada.

O PIX trará agilidade em relação a sistemas atuais de pagamento, como a transferência eletrônica disponível (TED), que leva até duas horas para ser compensada, e o documento de ordem de crédito (DOC), liquidado apenas no dia útil seguinte.

 

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?