Giro

Itapevi: laudo descarta culpa de local que fez marmitas envenenadas

Laudo recebido pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo mostra que a igreja onde foram preparadas as marmitas que mataram por envenenamento duas pessoas em Itapevi no último dia 22 estava apropriada para a produção de alimentos. O ambiente, segundo a polícia, foi considerado próprio para a atividade.

“A unidade policial recebeu o laudo referente à perícia do local onde os alimentos foram produzidos. Não foram constatadas substâncias tóxicas e o ambiente foi considerado próprio para a atividade”, destacou hoje (5) a SSP, em nota.

As autoridades continuam a investigar, por meio de inquérito policial instaurado pela Delegacia de Itapevi, a morte por envenenamento de dois homens em situação de rua, identificados como José Araujo Conceição e Vagner Aparecido Gouveia de Oliveira, que consumiram as marmitas recebidas por doação quando estavam em um posto de combustíveis na cidade.

Eles faleceram na madrugada do último dia 22, após terem consumido a refeição, que continha substância tóxica, segundo a polícia. Os dois foram levados ao Pronto-Socorro Central do município, mas não resistiram.

De acordo com a prefeitura de Itapevi, um terceiro homem com residência fixa também recebeu o alimento doado e o compartilhou com uma criança de 11 anos e uma adolescente de 17 que moram com ele. Após sentirem mal-estar, foram encaminhados a unidades de saúde. Eles permanecem internados no Hospital Geral de Pirajussara e no Hospital Geral de Osasco.

Veja também

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?