Giro

Irmã de Kim Jong Un pede à Coreia do Sul o fim das “políticas hostis”

Irmã de Kim Jong Un pede à Coreia do Sul o fim das “políticas hostis”

Kim Yo Jong é uma assessora política importante de seu irmão e dirigente norte-coreano Kim Jong Un - Korea Summit Press Pool/AFP/Arquivos

A influente irmã do líder norte-coreano Kim Jong Un pediu nesta sexta-feira (24) à Coreia do Sul que abandone as “políticas hostis” contra Pyongyang antes de propor o fim oficial da guerra entre os dois países, que dura 70 anos.

O conflito, iniciado em 1950 na península coreana, terminou em 1953 com uma trégua, mas um acordo de paz nunca foi assinado, o que significa tecnicamente os dois países estão em guerra desde então.

Em um discurso na Assembleia Geral da ONU esta semana, o presidente sul-coreano Moon Jae-in propôs uma declaração para acabar oficialmente com o conflito, acrescentando que isto estimularia um “progresso irreversível na desnuclearização e levaria a uma época de paz completa”.

Em declarações publicadas pela agência oficial KCNA, a irmã e assessora de Kim Jong Un, Kim Yo Jong, disse que propor uma paz formal era uma “ideia admirável”, mas pediu ao Sul que abandone a atitude hostil em primeiro lugar.



Fazer estas declarações com “padrões duplos, preconceitos e políticas hostis ainda em vigor não faz nenhum sentido”, disse Kim Yo Jong, que se mostrou aberta a melhorar as relações com Seul caso o país vizinho mude de atitude.

A troca de declarações acontece em um momento de aumento da tensão na península da Coreia.

Pyongyang fez dois testes balísticos este mês e Seul anunciou o lançamento com sucesso de mísseis balísticos a partir de um submarino, parte do desenvolvimento de suas capacidades defensivas.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km