Finanças

IPO da Rede D’Or pode movimentar R$ 12 bi e ser o segundo maior da história

Crédito: Reprodução/Twitter

Rede D’Or também entraria na B3 com valor de mercado acima de R$ 100 bilhões e apenas nove companhias estão atualmente nesta categoria (Crédito: Reprodução/Twitter)

O grupo de hospitais Rede D’Or São Luiz divulgou nesta terça-feira (17) o prospecto da operação para o que pode ser o maior IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês) da B3 deste ano e o segundo maior da história do mercado de capitais brasileiro.

De acordo com o Seu Dinheiro, o preço por ação pode ficar entre R$ 48,91 e R$ 64,35. Significa dizer que, se todas as ações forem vendidas, considerando a oferta base e os lotes adicional e suplementar, no teto da faixa, a empresa pode movimentar algo como de R$ 12,655 bilhões.

+ Airbnb divulga prospecto do IPO e acaba com especulações sobre impacto da pandemia
+ Grupo Mateus movimenta R$ 4,6 bi na Bolsa, a maior abertura de capital do ano

Com isso, o grupo ficaria em segundo lugar no ranking de maiores IPOs da história da bolsa, atrás apenas do Santander, que em 2009 levantou R$ 13,2 bilhões. Por enquanto, o Grupo Mateus tem a maior oferta de 2020, arrecadando R$ 4,6 bilhões.

Ainda segundo Seu Dinheiro, a Rede D’Or também entraria na B3 com valor de mercado acima de R$ 100 bilhões e apenas nove companhias estão atualmente nesta categoria – Petrobras (PETR4), Vale (VALE3), Bradesco (BBDC3), Itaú (ITUB4), Santander Brasil (SANB11), Magazine Luiza (MGLU3), Weg (WEGE3) e B3 (B3SA3).

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel