Negócios

Investimentos da Fibria aumentam 51% no 2º trimestre

Entre abril e junho de 2018, a Fibria investiu R$ 1,187 bilhão, um volume 51% acima do informado no primeiro trimestre. O montante também é 13% superior ao aportado no segundo trimestre de 2017. Do total, R$ 109 milhões foram para o projeto Horizonte 2, R$ 645 milhões para manutenção, R$ 429 milhões para compra de terras e R$ 4 milhões para logística de celulose.

A empresa atribui a expansão nos investimentos principalmente à aquisição de base fundiária com o propósito de minimização de riscos e captura de ganhos a suas operações atuais ou opções ao crescimento de seu negócio.

Em função da aquisição de base fundiária, o capex estimado da Fibria para este ano foi atualizado para R$ 4,080 bilhões. Para 2018, a administração tinha aprovado um orçamento de capital de R$ 3,7 bilhões, sendo R$ 444 milhões destinados à nova linha de produção Horizonte.

Segundo a empresa, a curva de aprendizagem da nova linha de produção de celulose Horizonte 2 foi concluída em maio, cumprindo os 9 meses previstos pela Companhia. A produção no trimestre totalizou 398 mil toneladas, impactada pela continuidade da parada programada para inspeção, resultando em um efeito de 6 dias a menos (aproximadamente 36 mil toneladas), e pela redução de ritmo imposta pela greve dos caminhoneiros. Apesar desses efeitos, o excedente de energia da nova linha de produção foi de 87 MWh no período.

No informe de resultados a empresa destaca ainda que o capex de expansão do Projeto Horizonte 2 a ser ainda desembolsado é de US$ 63 milhões (R$ 215 milhões) e há um saldo de US$ 94 milhões (R$ 361 milhões) de recursos a serem sacados das linhas de financiamento do BNDES e FDCO.