PUBLIEDITORIAL

Investimento atraente

Com boa diversidade de opções e baixo custo, os ETFs movimentam o mercado financeiro

Investimento atraente

 

 

Em um panorama em que a economia mundial é extremamente volátil, os fundos negociados em bolsa de valores, os ETFs (Fundos de índice) tornaram-se um investimento atraente para enfrentar o mercado nos próximos anos. Lançado em 1993, nos Estados Unidos esse tipo de fundo teve um crescimento substancial e provou ao longo do tempo que oferece uma rica diversidade de exposições de investimento com baixo custo, além de transparência e liquidez.

Se no início dos anos 2000, os ativos dos ETFs somavam menos de 100 bilhões de dólares, hoje já chegam a 4,7 trilhões de dólares e o número de produtos continua crescendo1. Os ETFs globais, por exemplo, apresentaram evolução de 19% ao ano entre 2009 e 2017, ultrapassando com vantagem a taxa prevista de crescimento de 4,8% de outros fundos abertos. Sendo assim, as perspectivas são de que os ativos globais de ETFs devem alcançar a cifra de 12 trilhões de dólares até o fim de 2023.

Instituições globais como seguradoras, fundos de pensão, gestores de ativos e fundos de investimento utilizam cada vez mais os ETFs como ferramentas de investimento tático e veículos de investimento de longo prazo.

De acordo com uma pesquisa de 2017*, as instituições da América Latina planejam aumentar as alocações para os ETFs em mais de 50%, aumentando a participação internacional das carteiras nos mercados de ações.

Transparência e liquidez

Os ETFs são fundos de índices abertos que podem ser comprados ou vendidos em tempo real, como uma ação. Eles combinam a eficiência e a simplicidade das negociações na bolsa com as vantagens das estratégias de investimento baseadas em índices.

Em linhas gerais, os ETFs são uma maneira fácil de investir recursos, possuem baixo custo, além de transparência e liquidez. Esse fundo tem outra vantagem que é concentrar um conjunto de ações, garantindo que o investidor adquira papéis de várias empresas de uma única vez. Assim, a variação de preço é relacionada ao índice de referência do ETF adquirido. Os ETFs podem ser uma boa opção para quem está começando a investir no mercado de ações, quer diversificar e pagar taxas menores.

No Brasil, existem atualmente, cerca de quinze ETFs diferentes de renda variável em operação no mercado. A principal provedora de ETFs no Brasil é a BlackRock, a maior provedora deste tipo de fundo de investimento. (leia mais sobre a empresa no texto “BlackRock – expertise em investimentos” abaixo).

Atuando no país desde 2009, a BlackRock construiu sólidos relacionamentos com líderes da indústria, instituições financeiras, governos e clientes privados em todo o mundo. No Brasil, a BlackRock possui cerca de R$ 4.5 bilhões2 em ETFs sob gestão. O principal ETF do mercado brasileiro é o BOVA11, que segue o Ibovespa, muito utilizado por investidores que querem ampla exposição ao mercado acionário brasileiro. Em busca de diversificação internacional, os investidores brasileiros tem utilizado o ETF IVVB11 para ter exposição internacional, acompanhando o índice S&P 500 de ações do EUA.

Por meio, dos iShares, o maior provedor de ETFs no mundo3, a BlackRock, acredita que o crescimento dos ETFs em todo mundo, está atrelado ao reconhecimento crescente de que a alocação de ativos é mais importante do que a seleção individual de produtos.

À medida que as taxas de juros caem no Brasil, as ações podem se beneficiar e surge a necessidade de maior diversificação. Ao mesmo tempo, torna-se cada vez mais difícil para os investidores gerarem bons retornos. Neste ambiente, instrumentos de exposição mais amplos podem ser apropriados, para investimentos no Brasil e no exterior. Os ETFs de ações são veículos de investimento para um investidor criar uma carteira bem diversificada, oferecendo baixos custos e transparência, com flexibilidade e liquidez.


BlackRock – expertise em investimentos

A BlackRock foi fundada em 1988 nos Estados Unidos com apenas oito funcionários com o objetivo comum de criar a melhor empresa de gerenciamento de ativos. O grupo compartilhava a ideia de priorizar as necessidades e os interesses dos clientes e a paixão por entender e gerenciar riscos.

Hoje a BlackRock é líder global* em gerenciamento de investimentos e de riscos, além de serviços de consultoria em mais de 30 países em todo o mundo. Com sede em Nova York, possui 70 escritórios em outras cidades, com mais de 135 times de investimentos. A BlackRock é a responsável pelo gerenciamento de mais ativos que qualquer outra empresa no mundo. A empresa atende clientes de todos os perfis, desde investidores individuais de todas as classes sociais até fundos de pensão, doações, fundações e fundos soberanos, bem como empresas e governos que enfrentam desafios financeiros significativos. Auxiliando cada vez mais pessoas a atingir suas metas de investimento.

* Baseado em $6.44 trilhões em ativos sob gestão em 30/09/18.