Negócios

Invepar: ‘Não há mandato específico’ para venda de fatia de Guarulhos

A Invepar afirma que “não há qualquer mandato específico” para a venda de sua participação no aeroporto de Guarulhos. A empresa afirma que está avaliando as opções estratégicas na gestão de seus negócios, e que contratou uma assessoria para avaliar seu posicionamento em relação ao ativo após o decreto 9.972, de agosto de 2019.

O decreto qualifica o aeroporto para o Programa de Parcerias de Investimentos – PPI, da Presidência da República, e inclui no Programa Nacional de Desestatização a venda das participações detidas pela Infraero em aeroportos, incluindo o Aeroporto de Guarulhos.

O esclarecimento vem após notícia veiculada na coluna do jornalista Lauro Jardim, de O Globo, que afirma que a Invepar decidiu vender sua participação no aeroporto. A Invepar detém 80% das ações ordinárias da GRUPAR, empresa que detém 51% do capital do GRU Airport. Os 49% restantes pertencem à Infraero. Na GRUPAR, a Invepar é parceira da Airports Company South Africa Soc Limited (ACSA), que detém os 20% restantes da empresa.