Giro

Internações hospitalares por covid na França superam as da primeira onda

Crédito: POOL/AFP

O presidente francês, Emmanuel Macron, no Palácio do Eliseu, em Paris, em 29 de outubro de 2020 - (Crédito: POOL/AFP)

As internações por coronavírus na França já excedem as da primeira onda, com mais de 32.000 pacientes atualmente em hospitais, anunciou o primeiro-ministro francês, Jean Castex, nesta quinta-feira.



“Nos últimos dias, registramos uma hospitalização a cada 30 segundos e uma admissão à terapia intensiva a cada 3 minutos”, disse o primeiro-ministro francês em entrevista coletiva.

Fed vê riscos com nova onda de covid-19 e defende mais apoio fiscal nos EUA

Hospitais de elite de São Paulo veem aumento de internações pela covid-19

No total, 4.803 pessoas estão atualmente em terapia intensiva em toda a França, o que corresponde a 95% das capacidades totais.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022



Diante desta situação de saúde, “seria irresponsável suspender ou mesmo flexibilizar o dispositivo de confinamento”, disse o primeiro-ministro, que enfrenta a indignação de comerciantes que exigem um relaxamento das medidas em vigor.

O presidente francês, Emmanuel Macron, decretou um novo confinamento a nível nacional no dia 30 de outubro, o que obriga ao fechamento de negócios considerados não essenciais.

Atualmente, os franceses só podem sair de casa para trabalhar, quando não podem fazer isso de casa, ir a uma consulta médica, ajudar um parente, fazer compras essenciais ou sair rapidamente para fazer exercícios ou dar um passeio perto de casa.

Segundo Jean Castex, o fechamento de todas as lojas não essenciais (livrarias, lojas de roupa, floriculturas, cabeleireiros, etc) e a diminuição do número de viagens devido ao aumento do teletrabalho fez o número de contaminações cair em 16% nesta semana.

Mas o primeiro-ministro pediu “prudência” porque “essa tendência é recente e frágil”.

Um “relaxamento” do confinamento poderia ser cogitado no dia 1º de dezembro, caso se confirme uma queda na curva de contágio, disse o primeiro-ministro, mas excluiu que, bares, restaurantes ou academias reabram nessa data.

A França acumula 42.000 mortes de covid-19 desde o início da epidemia em março.


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto