Giro

Interior fecha em fim de semana para evitar ‘turista de chácara’

Cidades próximas da capital paulista decidiram fechar parte do comércio essencial durante os fins de semana, a partir deste sábado, para evitar a invasão do chamado “turista de chácara”. Os prefeitos justificam que a chegada dos donos de chácaras de lazer, familiares e convidados movimenta o comércio, mas também causa aglomerações, agravando o risco do novo coronavírus. As cidades estão na faixa vermelha, de maior risco para a doença. Pesquisas informais indicam que o aumento nos casos tem relação com esse movimento extra.

A prefeitura de Araçoiaba da Serra baixou decreto determinando que supermercados, açougues e mercearias permaneçam fechados aos sábados, domingos e feriados. Conforme o Plano São Paulo de reabertura econômica, esses estabelecimentos, considerados essenciais, poderiam funcionar. O prefeito Dirlei Salas (PV) disse que a medida se tornou necessária. “A gente observa que em fins de semana há um acúmulo de pessoas que chegam de regiões que estão com muitos casos e depois os casos aumentam aqui.” A cidade, de 34 mil habitantes, tem 98 infecções e 3 óbitos. O prefeito disse que estão autorizados a funcionar apenas os postos de gasolina, farmácias e serviços ligados à saúde. Restaurantes e similares podem adotar o sistema delivery.

A medida é extensiva aos bairros rurais, como Jundiaquara, Itinga e Cercado, onde se concentram condomínios de chácaras frequentadas só em fins de semana. Já houve flagrante de jogos de futebol sendo disputados aos domingos nesses locais.

Em Araçariguama, a 50 km da capital, a prefeitura proibiu o funcionamento do comércio e de serviços das 18 horas de sexta-feira até zero hora de segunda-feira. O decreto autoriza, no entanto, o funcionamento de restaurantes, padarias e lanchonetes pelo sistema delivery.

Após atingir 100% de ocupação dos leitos de UTI, Votorantim decidiu fechar totalmente comércio e serviços aos domingos. De segunda a sábado, mesmo os estabelecimentos de produtos essenciais, como supermercados, padarias e açougues, devem baixar as portas até 19 horas. Após esse horário, somente o sistema delivery está autorizado. Conforme o coordenador do comitê do coronavírus, Carlos Laino, a fiscalização será reforçada e o estabelecimento que descumprir será multado em até R$ 13,6 mil, podendo ainda perder o alvará de funcionamento.

Como as outras cidades, Votorantim tem chácaras de recreio, principalmente na região da Represa de Itupararanga. A área, com trilhas, marinas e prainhas, atrai visitantes da capital e de cidades da própria região. Com apoio da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal, a prefeitura voltou a realizar barreiras sanitárias.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?