Giro

Inteligência Artificial ‘artista’, Botto ganha US$ 1,3 milhão com pinturas NFT

Crédito: Divulgação - Boto

Algoritmo arrecadou mais de US$ 1 milhão em um leilão de arte (Crédito: Divulgação - Boto)

O algoritmo de inteligência artificial chamado Botto arrecadou cerca de US$ 1,3 milhão (algo em torno R$ 7,3 milhões) em um leilão para suas primeiras seis obras de arte NFT. O Botto gera milhares de imagens, e uma comunidade de humanos vota para influenciar sua direção e decidir quais peças vão ao leilão.



Ao contrário de um artista humano, o de IA pode aprender muito rapidamente sobre a história da expressão visual humana, analisando um enorme tesouro de influências, catalogando e lembrando tudo o que já viu.

+ Marco Legal da Inteligência Artificial: como fomentar um plano nacional de estímulo a tecnologia?

Enquanto um artista humano pode trabalhar em uma tela quente ou tablet de desenho por dias, até anos, a IA pode produzir seus trabalhos em questão de minutos.

De acordo com o NewAtlas, o Botto faz sozinho a maior parte das pinturas e gera uma sequência aleatória de palavras e frases, que alimenta no VQGAN (Vector Quantized Generative Adversarial Network).

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!



São geradas 300 imagens por dia e as 350 são selecionadas semanalmente para serem lançadas. Milhares de membros da comunidade Botto votam nas obras de arte apresentadas, e o vencedor de cada semana é cunhado como um NFT e leiloado na plataforma SuperRare.