Negócios

Intelbras protocola pedido de IPO que pode movimentar até R$ 1,871 bi

A desenvolvedora de tecnologia Intelbras protocolou na terça-feira, 12, na Comissão de Valores Imobiliários (CVM) o prospecto preliminar e o aviso ao mercado de sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A empresa estimou que a faixa indicativa de preço por ação ficará entre R$ 15,25 e R$ 19,25, e se forem vendidos todas as ações da oferta base, mais os lotes adicional e suplementar, a operação pode movimentar até R$ 1,871 bilhão, caso a ação saia no teto da faixa indicativa.

A oferta consistirá na distribuição pública, inicialmente, 46 milhões de ações de oferta primária e 26 milhões de ações de oferta secundária.

Caso haja demanda, os acionistas responsáveis pela oferta secundária, em que os recursos ficam com os vendedores, e não com a empresa, poderão lançar mais 25,2 milhões de ações. Assim, a companhia pode captar até R$ 885,5 milhões com a emissão primária, e os vendedores podem ficar com até R$ 985,6 milhões.

Segundo a companhia, os recursos captados da oferta primária serão utilizados para acelerar seu crescimento por meio de aquisições, expansão da capacidade industrial e automação de processos produtivos, ampliação de soluções de software as a service e hardware as a service, além da expansão de canais internos verticais e de varejo.

A oferta de ações está sendo coordenada pelos bancos BTG Pactual (coordenador líder), Citi, Itaú BBA e Santander Brasil.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel