Giro

INSS: segurados vão receber R$ 1,46 bilhão em ações atrasadas

Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

R$ 1,46 bilhão correspondem a ações previdenciárias e assistenciais atrasadas (Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)



O Conselho da Justiça Federal (CJF) liberou aos Tribunais Regionais Federais (TRFs) os limites financeiros para o pagamento de Requisições de Pequeno Valor (RPVs), autuadas em novembro de 2021.

Do total, R$ 1,46 bilhão correspondem a ações previdenciárias e assistenciais atrasadas, como revisões de aposentadorias, auxílios-doença e pensões, que atingem 79.836 processos, com 103.619 beneficiários, informou o CJF.

O CJF esclarece que cabe aos TRFs, segundo cronogramas próprios, o depósito dos recursos financeiros liberados.

Prova de vida do INSS volta a ser obrigatória em 2022: veja como fazer




Para saber o dia em que os valores serão liberados para saque é preciso consultar o site do Tribunal Regional Federal responsável.