Giro

INSS: saiba como o pente-fino por incapacidade pode afetar benefícios

Crédito: Divulgação/Secretaria  de Previdência

O INSS está convocando beneficiários que estão recebendo por incapacidade temporária (Crédito: Divulgação/Secretaria de Previdência )

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está convocando segurados desde o mês passado para realizar um “pente-fino” nos benefícios por incapacidade temporária, o antigo auxílio-doença. Mais de 170 mil pessoas que não realizaram a perícia nos últimos seis meses devem receber uma carta para agendar o exame pericial.

A partir do recebimento da carta, o segurado tem 30 dias para agendar atendimento no INSS ou correrá o risco de perder o benefício provisoriamente. O período máximo de resposta que o INSS dá é de 60 dias, suspendendo em definitivo o dinheiro logo em seguida.

+ Aposentados poderão consultar valores a receber no app da Caixa

Veja a seguir algumas perguntas e respostas sobre o benefício por incapacidade:

Porque o INSS está fazendo um pente-fino no benefício por incapacidade?



O Instituto quer renovar a lista de beneficiários que recebem ajuda por serem portadores de alguma incapacidade. Se o atual segurado não passar na nova perícia, o benefício é cortado. Em alguns casos, esse benefício pode ser convertido em aposentadoria por invalidez, que é uma faixa de auxílio permanente.

E quem será convocado?

Todos os beneficiários do auxílio por incapacidade temporária que não realizaram perícia nos últimos seis meses serão convocados pelo INSS. O Instituto vai focar, principalmente, em quem recebe o benefício há mais tempo.

Como será feita a convocação?

O INSS está enviando cartas aos segurados, mas em alguns casos esses avisos podem ser feitos através da rede bancária, quando o beneficiário vai sacar o benefício, por exemplo.

Recebi a convocação. E agora?

Se você está no grupo de convocados para uma nova perícia, o prazo de agendamento já está contando desde o dia em que a carta foi enviada para a sua casa. São 30 dias corridos para realizar o agendamento.

Basta acessar o site “Meu INSS” e clicar em “Agendar Perícia”, ou ligar no telefone 135, de segunda à sábado, das 7h às 22h.

Não quero agendar uma nova perícia. O que acontece?

Se você não agendar a perícia em 30 dias, o INSS suspende o benefício. Além disso, sem o exame de revisão você não consegue acessar qualquer outro tipo de serviço no INSS, como uma perícia médica, por exemplo.

Passados 60 dias da ausência de resposta, o INSS suspende o benefício em caráter definitivo.

Posso remarcar a data da perícia?

Sim, é possível remarcar a data da perícia, mas será necessário justificar o pedido, a não ser que o próprio INSS agende uma nova data de atendimento em razão de feriados antecipados, ou greve, por exemplo.

Passei pela revisão, tive meu benefício cortado, mas não concordo com a decisão.

O resultado da perícia é disponibilizado no mesmo dia do exame, sempre após as 21h. Se você recebeu alta e terá o benefício suspenso, é possível recorrer dentro de 30 dias.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km