Economia

INSS: confira como serão os reajustes para quem se aposentou em 2020

Crédito: Arquivo Agência Brasil - Marcello Casal Jr

Os valores foram definidos conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) (Crédito: Arquivo Agência Brasil - Marcello Casal Jr)

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) anunciou os reajustes para quem se aposentou em 2020. Os segurados da previdência que recebem acima do salário mínimo terão seus benefícios corrigidos em até 5,45%.

Os valores foram definidos conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), válidos desde 1º de janeiro de 2021.

+ Benefícios do INSS acima do mínimo têm reajuste de 5,45%; teto vai a R$ 6.433,57

Confira abaixo o fator de reajuste dos benefícios concedidos.

Teto de benefícios

O teto dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passa a ser de R$ 6.433,57  – anteriormente era de R$ 6.101,06).

O valor mínimo dos benefícios do INSS (aposentadoria, auxílio-doença, pensão por morte), ou o piso previdenciário, será de R$ 1.100,00. O piso é igual ao novo salário mínimo nacional, fixado para 2021.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel