Giro

Insetos impediram descolagem de aviões em aeroporto no Reino Unido

Crédito: Reprodução/Pixabay

As descolagens foram canceladas porque as autoridades alertaram que a indicação de velocidade não confiável ou bloqueada é um “risco sério” (Crédito: Reprodução/Pixabay)

Um relatório divulgado nesta sexta-feira (28), apontou que diversos aviões foram infestados de insetos no Reino Unido no ano passado, ficando impedidos de descolar. O documento aponta que oito aviões não puderam sair do solo no aeroporto de Heathrow, em Londres, em julho de 2021, devido a ninhos de vespas e abelhas que bloquearam as ‘sondas pitot’ – tubos usados ​​para medir a velocidade do avião.

Sete dos aviões pertenciam à British Airways, enquanto um era da Virgin Atlantic, de acordo com o relatório da ‘Air Accidents Investigation Branch’ (AIIB). “O Boeing 777-300, G-STBJ foi encontrado com a sonda pitot direita bloqueada por um inseto, suspeito de ser uma abelha ou vespa”, aponta o relatório .



+ Dois porta-aviões dos EUA entram no Mar do Sul da China para “conter influência maligna”

As descolagens foram canceladas porque as autoridades alertaram que a indicação de velocidade não confiável ou bloqueada é um “risco sério”. O que significa que os passageiros poderiam estar em perigo se o avião tivesse descolado como previsto.

O monitoramento dos aviões serão necessários para mitigar o risco no futuro, segundo o documento. “Com a mudança para uma aviação ‘mais verde’, isto pode se tornar ainda mais importante no futuro”, acrescentou.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


O relatório estima que as vespas podem ter criado ninhos nas sondas do avião devido a fatores ambientais. A qualidade do ar é um dos muitos fatores que determinam o sucesso dos polinizadores. Flores e plantas emitem aromas que permitem que polinizadores como abelhas ou vespas saibam que há pólen disponível. Mas esses aromas florais estão sendo degradados por certos poluentes no ar.

O resultado é o fato de os animais terem que trabalhar mais e viajar mais para polinizar. Desta forma, acabam por escolher áreas diferentes para aninhar, neste caso, aviões.