Mundo

Inglaterra anuncia flexibilização das restrições contra Covid: abraços cautelosos

Inglaterra anuncia flexibilização das restrições contra Covid: abraços cautelosos

Johnson em visita a Wolverhampton

Por Kate Holton e Guy Faulconbridge

LONDRES (Reuters) – O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, deu sinal verde nesta segunda-feira para abraços cautelosos e para a volta do serviço de bares e pubs após meses de restrições rígidas no Reino Unido, que inicia a nova fase de flexibilização do regime de lockdown na Inglaterra. 

Johnson confirmou que a Inglaterra pode avançar ao próximo estágio de seu plano de quatro passos para tirar o país do lockdown até o verão do hemisfério norte, enquanto a situação da Covid-19 melhora graças ao andamento do programa de vacinação e às medidas restritivas. 

“Essa flexibilização representa um passo considerável no caminho de volta à normalidade, e estou confiante de que poderemos ir além”, disse Johnson em coletiva de imprensa.

“Estamos anunciando o maior passo único em nosso plano, e isso nos permitirá fazer muitas das coisas que estamos ansiosos para fazer há muito tempo.”

Com o passo 3, a partir de 17 de maio, as pessoas poderão se encontrar em espaços internos pela primeira vez em meses, em grupos de até seis pessoas, ou duas famílias ao mesmo tempo.

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

Bares, cafés e restaurantes poderão receber clientes em ambientes internos, também pela primeira vez em meses e submetidos a algumas regras. Outros tipos de estabelecimentos de entretenimento, como cinemas e instalações esportivas, também poderão retomar suas atividades.

Johnson disse que o governo permitirá que famílias e amigos próximos tomem suas próprias escolhas em relação aos contatos sociais, mas pediu que as pessoas não joguem os cuidados ao vento e afirmou que o distanciamento social precisa continuar em locais de trabalho, lojas e restaurantes. 

“Quem quer que seja que eu abrace, posso garantir, será com cuidado e restrição”, disse Johnson.

De acordo com dados da Johns Hopkins, o Reino Unido tem o quinto maior número de mortes no mundo por Covid-19, com 127.609 óbitos. Dois terços dos adultos no Reino Unido tomaram a primeira dose da vacina e um terço recebeu as duas doses.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH4910D-BASEIMAGE

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

Updated