Economia

Indústria opera 18,2% abaixo do pico alcançado em junho de 2013, diz IBGE

A indústria brasileira mostra desempenho melhor em 2017 do que o registrado nos dois anos anteriores, mas ainda opera 18,2% abaixo do pico de produção registrado em junho de 2013, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta terça-feira, dia 1º.

“O resultado está longe de representar uma trajetória consistente de recuperação para o setor industrial. O patamar de produção ainda permanece operando em patamares distantes do ponto mais alto da sua série histórica”, afirmou André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE.

O patamar de produção se assemelha ao de fevereiro de 2009, época da crise financeira internacional.

“Claro que esse distanciamento entre o patamar atual e o ponto mais alto já foi maior. Mas isso está longe de representar que a indústria, após esses resultados positivos da série, tenha configurado uma trajetória de recuperação mais consistente”, explicou Macedo.



O pesquisador lembrou que, no primeiro semestre de 2017, a indústria ficou muito próxima da estabilidade por três meses (0,0% em janeiro; 0,1% em fevereiro e 0,0% em junho), recuou mais intensamente em março (-1,9%) e teve expansão em duas ocasiões (1,3% em abril e 1,2% em maio).

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel