Economia

Indústria e varejo da China superam as expectativas em novembro

A produção industrial e o consumo doméstico da China se expandiram em ritmo mais forte do que se previa em novembro, indicando uma possível recuperação da atividade após o governo chinês lançar uma série de medidas de estímulo para conter a desaceleração da segunda maior economia do mundo.

Dados do Escritório Nacional de Estatísticas (NBS, pela sigla em inglês) mostram que a produção industrial chinesa subiu 6,2% em novembro ante igual mês do ano passado, ganhando força em relação ao aumento de 4,7% verificado em outubro. O resultado superou a expectativa de 15 analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam acréscimo de 5% na produção industrial no último mês.

As vendas no varejo da China tiveram alta anual de 8% em novembro, ante ganho de 7,2% em outubro e também superando a projeção do mercado, de avanço de 7,6%.

Já os investimentos em ativos fixos em áreas urbanas do país aumentaram 5,2% no acumulado de janeiro a novembro em relação a igual período de 2018. A taxa de crescimento é a mesma observada no ano até outubro e veio em linha com o esperado por analistas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Veja também

+ Bolsonaro posta foto com filha e rebate crítica: “Já tomou Caracu hoje?”

+ Faça em casa receita de pudim com milho e leite condensado

+ Ex-capa da Playboy é presa acusada de tráfico de drogas em rede de prostituição

+ Com bumbum à mostra, Ivy Moraes filosofa no Instagram

+ Saiba por que as farmacêuticas vêm testar vacinas no Brasil

+ Namorada de Marco Verratti exibe fotos sensuais

+ Lívia Andrade posa de fio dental

+ Auxílio emergencial: Caixa credita hoje parcela para nascidos em janeiro

+ Google permite ver animais em 3D com realidade aumentada

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?