Economia

Índice de Commodities do Banco Central sobe 0,12% em novembro ante outubro

O Índice de Commodities do Banco Central (IC-Br) subiu 0,12% em novembro ante outubro, informou nesta quarta-feira, 2, a instituição. O indicador passou de 266,69 pontos para 267,00 pontos.

Para efeito de comparação, o BC também divulga em seu documento o indicador internacional de commodities, o CRB, que recuou 3,42% na mesma relação mensal.

A alta do IC-Br na margem em novembro foi resultado direto do avanço de dois dos três segmentos que compõem o indicador: Agropecuária (+0,48%) e Metal (+0,90%). O segmento de Energia (-2,75%) apresentou decréscimo.

Em Agropecuária estão incluídos itens como carne de boi, óleo de soja, trigo, açúcar, milho, café, arroz e carne de porco. Já o segmento de Metal reúne alumínio, minério de ferro, cobre, estanho, zinco, chumbo e níquel. Por sua vez, em Energia estão inclusos os preços de gás natural, carvão e petróleo.



No acumulado do ano até novembro, o IC-Br exibe alta de 29,91%, com Agropecuária em alta de 31,76%, Metal com elevação de 53,55% e Energia com avanço de 2,01%. O CRB no período subiu 32,84%.

Em 12 meses até novembro deste ano, o indicador do BC mostra alta de 30,71%, com Agropecuária em alta de 34,03%, Metal com elevação de 51,39% e Energia com avanço de 0,63%. CRB do mesmo período avançou 30,44%.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago