Economia

Indicador Antecedente sobe 7,0% em junho, dizem FGV e Conference Board

O Indicador Antecedente da Economia Brasileira (IACE) subiu 7,0% em junho, aos 107,2 pontos. O dado foi publicado nesta terça-feira, 14, pela Fundação Getulio Vargas (FGV), que divulga o índice em parceria com The Conference Board.

Sete das oito séries que compõem o indicador contribuíram positivamente para o resultado.

“O avanço do IACE sinaliza a recuperação esperada como resultado do início do relaxamento das medidas de distanciamento social, apesar de uma incerteza elevada desse processo em relação às dinâmicas da pandemia”, observou o pesquisador da FGV Paulo Picchetti.

Na outra ponta, o Indicador Coincidente Composto da Economia Brasileira (ICCE), que mensura as condições atuais, caiu 4,7%, para 92,8 pontos.

“Os últimos resultados ainda refletem os efeitos da recessão iniciada no primeiro trimestre do ano, principalmente sobre o mercado de trabalho”, afirma Picchetti.

Veja também

+ Quarta parcela do auxílio sai hoje (14) para os nascidos em agosto

+ Cunhado de Maradona morre de Covid-19 na Argentina

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?