Economia

Indicador Antecedente sobe 7,0% em junho, dizem FGV e Conference Board

O Indicador Antecedente da Economia Brasileira (IACE) subiu 7,0% em junho, aos 107,2 pontos. O dado foi publicado nesta terça-feira, 14, pela Fundação Getulio Vargas (FGV), que divulga o índice em parceria com The Conference Board.

Sete das oito séries que compõem o indicador contribuíram positivamente para o resultado.

“O avanço do IACE sinaliza a recuperação esperada como resultado do início do relaxamento das medidas de distanciamento social, apesar de uma incerteza elevada desse processo em relação às dinâmicas da pandemia”, observou o pesquisador da FGV Paulo Picchetti.

Na outra ponta, o Indicador Coincidente Composto da Economia Brasileira (ICCE), que mensura as condições atuais, caiu 4,7%, para 92,8 pontos.



“Os últimos resultados ainda refletem os efeitos da recessão iniciada no primeiro trimestre do ano, principalmente sobre o mercado de trabalho”, afirma Picchetti.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel