Economia

Indicador antecedente cai 0,1% em novembro, dizem FGV e Conference Board

Crédito: Arquivo Agência Brasil

Seis das oito séries do índice contribuíram para a queda (Crédito: Arquivo Agência Brasil)

O Indicador Antecedente Composto da Economia Brasileira (IACE) recuou 0,1% na passagem de outubro para novembro, dos 123,4 pontos para 123,3 pontos, informaram nesta quarta-feira, 16, a Fundação Getulio Vargas (FGV) e The Conference Board. Seis das oito séries do índice contribuíram para a queda, com destaque para a contração de 4,60% do Indicador de Expectativas (IE) de serviços.

O Indicador Coincidente Composto da Economia (ICCE) também recuou 0,1% em novembro, de 101,9 pontos para 101,8 pontos.

+ FGV: IPC-S acelera a 1,41% na 2ª quadrissemana de dezembro (1,35% na anterior)

+ Monitor do PIB aponta alta de 0,6% em outubro ante setembro, diz FGV



“Enquanto o resultado do ICCE corrobora outros indicadores, mostrando uma desaceleração no ritmo da retomada do nível de atividades no final do ano, o IACE reflete as expectativas negativas em relação aos efeitos da nova onda da pandemia e do final das medidas de estímulo”, afirma, em nota, o economista da FGV Paulo Picchetti.

“Apesar da perspectiva de início do processo de imunização, a dinâmica do mercado de trabalho e o desempenho do IACE indicam que os próximos meses ainda não devem registrar um ritmo mais robusto de retomada na economia brasileira”, completa Picchetti.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel