Sustentabilidade

Incoerências entre teoria e prática

Crédito: Delmaine Donson

Recente estudo realizado pela Fundação Dom Cabral (FDC) com 405 executivos de empresas identificou a relação entre investimentos em diversidade e a aprendizagem nas empresas brasileiras.

De acordo com documento, ainda que o investimento das companhias em políticas de diversidade e inclusão de grupos minoritários demonstre maior capacidade de inovar, somente 34% dos entrevistados afirmaram ter programas para mulheres, negros, pessoas com deficiência e LGBTQIA+ em suas empresas. E 12% nem sabem se há iniciativas desse tipo no negócio.

(Nota publicada na edição 1276 da Revista Dinheiro)