Economia

Inadimplência do consumidor sobe 4,8% em maio ante abril

O indicador de inadimplência do consumidor registrou aumento de 4,8% em maio ante abril, já descontados os efeitos sazonais, segundo a Boa Vista. Entretanto, na comparação com maio de 2018, houve recuo de 0,6% no indicador, que acumula agora uma queda de 2,5% nos últimos 12 meses e de 5,9% em 2019.

“A queda da inadimplência observada desde o final de 2016 pode ser explicada pela maior cautela das famílias, pela capacidade de endividamento dos consumidores ainda limitada pelo fraco crescimento da renda e pelo efeito defasado da maior seletividade dos bancos no período mais agudo da crise”, diz a Boa Vista, em nota.

Porém, a empresa alerta para um possível aumento da inadimplência, destacando “o elevado nível de desocupação e subutilização da mão de obra e a lenta recuperação da renda” como fatores que podem contribuir para a piora no índice.

Portanto, os dados divulgados nesta sexta-feira, 7, podem ser vistos de diferentes formas. Assim, a Boa Vista adota cautela na análise dos números. Para a empresa, deve-se “acompanhar os dados com mais atenção a partir de agora”, a fim de esclarecer qual é o entendimento correto: se o aumento de maio é pontual ou uma tendência.