Giro

Imãs podem ser usados como contraceptivo masculino reversível

Crédito: Reprodução/Pexels

Pesquisadores desenvolveram nanomateriais magnéticos e biodegradáveis ​​que reduziram a probabilidade de ratos gerarem filhotes por pelo menos 30 dias. (Crédito: Reprodução/Pexels)

Mulheres têm várias opções de anticoncepcionais reversíveis de longa duração, mas a maioria das opções para os homens são de uso único, como preservativos, ou difíceis de reverter, como vasectomias.

Agora, em um passo em direção a um contraceptivo masculino seguro, duradouro e reversível, pesquisadores desenvolveram nanomateriais magnéticos e biodegradáveis ​​que reduziram a probabilidade de ratos gerarem filhotes por pelo menos 30 dias.

+ Japonês de 51 anos sofre derrame após se masturbar diversas vezes

As temperaturas elevadas, que podem ser causadas pelo uso de calças ou roupas íntimas muito apertadas, podem diminuir a contagem de espermatozoides nos homens. Alguns pesquisadores exploraram o aquecimento mais intenso de nanomateriais injetados nos testículos como uma forma de controle de natalidade masculino.



No entanto, a injeção pode ser dolorosa, o aquecimento pode danificar a pele e a maioria dos nanomateriais testados até agora não são biodegradáveis. Weihua Ding, Fei Sun e colegas queriam desenvolver uma abordagem magnética-térmica segura e eficaz para a contracepção masculina que não precisa ser injetada diretamente nos testículos.

Os pesquisadores testaram duas formas de nanopartículas de óxido de ferro, que são biodegradáveis ​​e podem ser guiadas e aquecidas por campos magnéticos, como os anticoncepcionais masculinos. Um tipo de nanopartícula foi revestido com polietilenoglicol (PEG) e o outro com ácido cítrico. Embora as nanopartículas revestidas com PEG pudessem ser aquecidas a temperaturas mais altas, elas não eram tão facilmente manipuladas por ímãs quanto as outras.

Assim, os pesquisadores injetaram doses repetidas de nanopartículas revestidas com ácido cítrico na corrente sanguínea de camundongos por 2 dias, guiaram os nanomateriais para os testículos com ímãs e, em seguida, aplicaram um campo magnético alternado na área por 15 minutos.

As nanopartículas aqueciam os testículos a uma temperatura de 40 ° C, encolhendo-os e inibindo a espermatogênese antes da recuperação gradual 30 a 60 dias após o tratamento. Os ratos não podiam ‘

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago