Economia

IIF: dívida limita espaço para impulsionar expansão de emergentes, como o Brasil

A estrutura da dívida pública em países emergentes como Brasil, Argentina, México e África do Sul limita o espaço para impulsionar o crescimento nesses países após o choque da pandemia, avalia o Instituto de Finanças Internacionais (IIF, na sigla em inglês).

“O crescimento em mercados emergentes era uma preocupação nossa muito antes da covid-19 se tornar um problema global”, destaca a instituição, citando ainda problemas de produtividade no Brasil. “As coisas ficam mais complicadas em países onde o crescimento é persistentemente fraco e o espaço para amortecer o choque é limitado.”

Por outro lado, o IIF afirma que Brasil e México não sofrem de “vulnerabilidade externa clássica”.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel